Artigo

Title

Como poupar dinheiro quando passa a ferro

Imagem Teaser

ferro de passar

Body

Amado por uns, odiado por outros, passar a ferro é uma actividade necessária e por vezes dispendiosa… o que pode fazer com que passe a odiá-la ainda mais. Faça as pazes com o seu ferro de engomar e descubra as diferentes formas como este pequeno electrodoméstico lhe pode poupar algum dinheiro.

Passar para poupar. Da próxima vez que estiver de frente para um cesto de roupa a abarrotar e a chamar pelo ferro de engomar, procure motivação no seguinte: só o facto de estar a passar a roupa em casa e não a deixá-la na lavandaria ou engomadaria já está a poupar bastante dinheiro.

Cesto cheio. É normal dobrarmos a roupa depois de seca e colocá-la num cesto onde fica até a hora de engomar… e onde acumula rugas que vai tornar a sessão de passar a ferro mais longa e mais cara. Sempre que puder, pendure a roupa que precisa de ser engomada.

Um modelo exemplar. Deve investir num bom ferro – embora possa parecer contraditório, adquirir um ferro de elevada qualidade é um investimento a longo prazo. Os ferros “baratos” têm uma esperança de vida curta, o que vai implicar novos gastos noutros ferros e um ciclo dispendioso que não é o nosso objectivo! Para além disso, um ferro exemplar vai ainda garantir a durabilidade da sua roupa.  

Grandes quantidades. Sempre que passar a ferro, faça questão de engomar o maior número de peças de roupa possível – com o ferro e a tábua já quentes, não vai gastar mais electricidade ao passar mais vestuário. Se fizer o contrário, ou seja, ligar o ferro vezes sem conta só para passar meia dúzia de peças que vai precisar para amanhã (e voltar a fazer o mesmo no dia seguinte!), a sua factura de electricidade vai ressentir-se.

Horário económico. Se ainda não aderiu à tarifa bi-horária referente ao consumo da electricidade, está na hora… para começar a poupar na factura da luz. Se já aderiu, óptimo – agora aproveite-a ao máximo, cingindo-se precisamente a esses horários mais baratos para ligar o ferro e engomar toda a sua roupa.

Princípio, meio e fim. Comece por passar primeiro as peças que exigem uma temperatura mais baixa, aumentando gradualmente a temperatura para engomar as peças mais resistentes. Se alterar constantemente a temperatura, tem de esperar que o ferro aqueça ou arrefeça, gastando tempo e electricidade. Para além disso, diminui o risco de danificar uma peça delicada com um ferro demasiado quente. Para poupar tempo e electricidade, faça a divisão das peças antes de ligar o ferro.

A ajuda do H2O. Por vezes, colocamos o ferro na sua posição máxima porque estamos perante roupa muito enrodilhada, só que quanto mais quente estiver, mais electricidade vai gastar. Em vez disso, reduza a temperatura do ferro e tenha sempre ao seu lado um frasco de spray com água que pulveriza sobre a roupa mais difícil, para engomar mais depressa, com menos esforço e custos.

Menos calor, engomado na mesma. Outra forma eficiente de reduzir os níveis de calor sem prejudicar a engomagem da roupa é reflectir o calor acumulado através da roupa. Como? Adquira uma cobertura reflectora para a tábua de passar ou então envolva-a com papel de alumínio, voltando o lado brilhante para cima.

Ligar, desligar. Acontece-lhe ligar o ferro só para engomar uma camisa ou par de calças que já vestiu e quer vestir novamente, mas sem as rugas entretanto acumuladas? Não precisa! Basta pendurar a peça num cabide na casa de banho durante o próximo duche e o vapor vai tratar do resto. Depois de uma sessão de engomagem, não se esqueça de desligar o ferro, esvaziar qualquer água que possa ter sobrado e deixá-lo arrefecer antes de o guardar. Evite deixar o ferro ligado se interromper a engomagem para ir à cozinha ou atender o telemóvel… mesmo que seja por um minuto apenas, tempo é dinheiro!

Manutenção. Tal como qualquer outro electrodoméstico, também o ferro requer uma manutenção contínua no que toca à sua limpeza: familiarize-se com o manual de instruções e saiba como tratar bem do seu ferro para que ele resista durante muitos anos, sem danificar ou sujar a roupa, ou seja, sem prejuízos extra.