Artigo

Title

Como poupar dinheiro nas viagens

Imagem Teaser

Turista

Body

As férias fazem-nos tanta falta, mas por motivos económicos nem sempre podemos desfrutar da viagem dos nossos sonhos. No entanto, isso não significa que terá de ficar em terra ou fechado em casa, apenas terá de aprender a economizar também na área das viagens. Com algum planeamento, tudo é possível.

Antecedência acima de tudo. Hoje em dia viajar de forma barata é sinónimo de muita pesquisa e, de preferência, com muita antecedência. Aproveite as centenas de recursos disponíveis na Internet para procurar viagens a baixo custo e hotéis com promoções especiais para quem fizer reservas online. Com opções de pesquisa que incluem datas flexíveis, pode mesmo planear a viagem em torno do valor mais baixo. Depois, compare com os pacotes oferecidos nas agências de viagem, nunca se sabe…

Fora de época. Se quer viajar para um local que está normalmente cheio de turistas no Verão, faça-o antes no Outono, Inverno ou Primavera e vice-versa. Viajar fora de época não só permite poupanças significativas como terá, certamente, um destino mais tranquilo à sua espera.

Em cima do acontecimento. Se já tem férias marcadas e está aberto a todo e qualquer tipo de sugestão, saiba que as agências de viagem têm sempre promoções de última hora para acabar de encher aviões e hotéis. O mais certo é comprar hoje para viajar amanhã ou depois, mas isso faz parte do espírito de aventura e os descontos conseguidos valerão a pena essa corrida contra o tempo.

Hotel não. Uma das actuais tendências em matéria de viagens é trocar a estadia num hotel pelo aluguer de um apartamento que, para além de oferecer valores mais baixos do que a estadia num hotel (principalmente se for dividido entre várias pessoas), permite cozinhar em casa e viver a viajem de uma forma original. É a sua casa longe de casa… e já que falamos de casas, há sempre a opção de trocar de casa com outra pessoa no mundo – fica instalada gratuitamente nessa casa e quando essa pessoa visitar o seu país, ficará na sua casa. Descubra mais pormenores em www.trocacasa.com, www.couchsurfing.com, www.homelink.org, www.homeaway.pt e www.homelidays.com.

Alguém quer ir acampar? Mais barato do que viajar de avião ou alugar casa na praia, só mesmo acampar! Desde que se tenha o equipamento necessário, basta escolher o destino que mais lhe agradar – praia ou campo – reservar lugar num parque de campismo que lhe satisfizer (hoje em dia são cada vez mais bem equipados e geridos) e fazer-se à estrada. Uma forma diferente, mas divertida de viajar economicamente.

Para fora cá dentro. Gozar férias nem sempre implica fazer longas viagens de avião – pode trocar este por um automóvel ou até pelo comboio e descobrir melhor a cidade, concelho ou país onde vive. A procura de alojamento obedece aos mesmos critérios já explicados acima (muita pesquisa e quanto mais cedo melhor) ou então opte por visitar familiares e amigos, aproveitando a estadia gratuita nas suas casas para conhecer a zona onde vivem.

Milhas e mais milhas. Se viaja muito em trabalho ou conhece alguém próximo que o faz, não se esqueçam de aderir a um programa de milhas aéreas. Quantas mais acumular, melhor – pode depois trocá-las por viagens gratuitas ou a preços reduzidos, mas atenção existe um prazo limite para as utilizar.

Planear antes de embarcar. Marcada a viagem e o hotel, há que elaborar o itinerário – pesquise na Internet todos os locais que gostaria de visitar, não só para ficar ciente dos horários de funcionamento, mas também para verificar se existem dias mais baratos do que outros ou descontos especiais para crianças ou grupos. Assim, talvez possa até visitar mais alguns locais que deseja e começar a poupar mesmo antes de chegar.

Não saia de casa sem uma calculadora. Quando viaja para um país com uma moeda diferente daquela com que lida diariamente, é natural que se habitue em poucos dias, no entanto, em clima de férias tudo parece bem; ou seja, para não esgotar o orçamento antes do final da estadia e/ou ter uma surpresa na conta do cartão de crédito, não custa nada andar com uma pequena calculadora para, na hora de comprar, saber exactamente quanto está a pagar.

Alimentação de luxo. Comer fora é caro, comer fora noutros países pode ser caríssimo. Para além das inúmeras maneiras de poupar quando se come fora, existe ainda esta que em tempo de férias, até sabe bem: ir até um supermercado local e comprar os ingredientes necessários para fazer um piquenique num jardim da cidade ou à beira-mar; quem diz isso, diz também fazer um jantar light no quarto do hotel. Uma forma prática e fácil de poupar dinheiro em algumas refeições.

Passear lá fora. É certo e sabido que as excursões organizadas pelos hotéis são sempre mais caras do que aquelas que abundam mal nos afastamos das suas portas em direcção ao centro turístico. Antes de se comprometer, pesquise toda a oferta existente. O mesmo raciocínio aplica-se ao aluguer de automóveis, que muitas vezes pode até ser feito via Internet antes de viajar para que tenha a viatura à sua espera no aeroporto, por exemplo. Outra dica importante: alugue sempre o carro mais pequeno que a agência tiver, são sempre os mais baratos.

Lembranças em conta. Na hora do regresso é que nos lembramos que é preciso comprar uma recordação para oferecer à mãe, ao pai e aos irmãos e, em vez de as ter comprado ao longo de toda a estadia, verificando uma oferta variada e mais económica, acaba por comprar tudo e mais alguma coisa no aeroporto, onde os preços muitas vezes duplicam ou triplicam.