Artigo

Title

Como poupar dinheiro em flores

Imagem Teaser

Vaso de flores

Body

As flores são irresistíveis… mas também são caras. Entre a sua importação de países distantes e assegurar o negócio da florista local, o preço das flores é que pagam e, talvez por isso mesmo, não as temos a decorar e a colorir as nossas casas tanto como gostaríamos. Quer pretenda fazer um arranjo para o centro da mesa ou adquirir um bouquet floral para oferecer numa data especial, surpreenda-se com estas dicas de poupança bem floridas!

Conheça bem a florista

Para aquelas ocasiões em que uma florista seja imprescindível, é sempre bom manter-se fiel à mesma, de forma a poder beneficiar de uma pequena atenção na hora de pagar. Familiarize-se com a florista que tem perto de casa, do emprego ou então peça referências a familiares e amigos – esta continua a ser a melhor forma de conseguir aquele simpático “preço de amigo”! Sempre que precisar de um arranjo, considere deixar na florista o seu próprio vaso ou recipiente, para que o arranjo floral possa ser feito diretamente no mesmo, poupando assim dinheiro em parte do serviço. Se precisar de um arranjo floral ou um bouquet para algum das ocasiões do ano mais concorridas nas floristas – Natal, Páscoa, Dia dos Namorados, Dia da Mãe, etc. – faça a sua encomenda com a máxima antecedência possível, para assim conseguir as melhores flores, aos melhores preços. Quanto mais próximo de qualquer data festiva, mais caras são as flores. Conheça os dias em que a florista recebe flores frescas e, se tiver conhecimento de flores que já não estão tão frescas quanto isso, mas que servem o seu propósito, negoceie um desconto.

Onde encontrar flores mais económicas?

Embora uma florista seja, à primeira vista, o local mais apropriado para adquirir flores, quer sejam avulsas, quer seja um arranjo floral… a verdade é que este é o local mais caro no que toca ao preço das flores. Hoje em dia, existem muitas alternativas low-cost para adquirir flores igualmente belas: se pretende um bouquet ou arranjo floral pronto para levar, saiba que a maioria dos supermercados já disponibiliza esse tipo de produto e com preços bem mais económicos – em alguns casos, as flores adquiridas num supermercado podem ser 10 vezes mais baratas do que aquelas compradas numa florista! Uma opção igualmente económica, passa por comprar flores nos mercados ou feiras locais. Quer poupar ainda mais dinheiro em Flores? Plante-as no seu jardim e faça os arranjos que quiser, sempre que quiser! Após o investimento inicial, terá flores o ano inteiro, gratuitamente. Outra alternativa é apanhar flores do jardim ou campo de um amigo ou familiar.

Tenha um plano ou um orçamento

Sempre que necessitar encomendar um arranjo floral ou quiser simplesmente comprar um bouquet lá para casa, chegue à florista com um plano ou um orçamento ou ambos. Em vez de pedir um arranjo com determinado tipo de flor (principalmente se desconhece preços), peça um arranjo numa determinada palete de cores (podendo assim fazer uma mistura de preços, de preferência mais económicos). Pode ainda solicitar um bouquet com flores grandes – como serão precisas menos flores, vai certamente poupar algum dinheiro. Em alternativa, diga à florista o orçamento que tem disponível para o arranjo ou o bouquet em questão: vai certamente surpreender-se com o trabalho criativo que a maioria dos floristas consegue fazer, mesmo quando confrontados com um orçamento mais económico.

Flores low-cost

Outra dica crucial para quem quer poupar dinheiro em flores passa por comprar sempre as flores da época – tudo o resto tem de ser importado e tem um preço a condizer. Para além disso, opte por flores que durem mais tempo, para que o preço que pagou por elas se justifique. Só para ter uma ideia, os cravos, tulipas, hortênsias, lírios, antirrinos (boca-de-lobo), flor-de-cera e acantáceas são apenas algumas flores com uma esperança de vida maior quando comparadas com outro tipo de flores.

Faça você mesmo!

Quer poupar dinheiro em flores, mas não quer abdicar da beleza de um belo arranjo floral? É fácil – aprenda como e faça você mesmo! Compre as flores no mercado ou apanhe do seu jardim e mãos à obra. Uma boa dica para principiantes: saiba que um arranjo floral mais denso (quanto mais apertado e curto melhor) é mais bonito e parece mais caro e mais luxuoso, por isso, faça uma boa mistura entre verdes e texturas distintas.

Mais tempo, menos dinheiro

Poupar dinheiro em flores também passa por conseguir que estas se mantenham frescas o máximo tempo possível. Como prolongar então o tempo de vida dos seus arranjos florais? De várias formas: quando colocar flores num vaso, evite que as suas folhas estejam abaixo da linha de água (estas são responsáveis pela criação de bactérias que vão poluir a água e encurtar a vida das flores) e, acima de tudo, troque a água de dois em dois dias, cortando ainda um pouco dos pés das flores cada vez que renovar a água.