Artigo

Title

6 dicas para escolher hotéis baratos

Imagem Teaser

Porta de um quarto de hotel

Body

Hospedar-se sem gastar muito dinheiro nem sempre quer dizer abrir mão do conforto. É possível ter uma estadia agradável sem estourar o limite do cartão de crédito na hora de fechar a conta. O segredo para escolher hotéis baratos está em programar a viagem no momento certo e levar em consideração alguns pontos importantes.

1. Alta estação é inimiga de boas ofertas

É sabido que em tempo de alta demanda, os preços sobem e encontrar uma pechincha é como buscar um copo d’água gelada em pleno deserto. Se seu calendário de férias permite alguma flexibilidade, procure marcar a viagem para o período de baixa temporada. Isso certamente vai render uma boa economia com as diárias de hospedagem.

2. Um lugar para dormir ou um complexo de lazer?

Se você quer encontrar um hotel barato, lembre-se de que quanto menos opções de lazer o local oferecer, menores tendem a ser as tarifas. Considere se terá tempo para usufruir de piscinas, sessões de massagem, bares com pista de dança e equipe de recreação, por exemplo. Para quem viaja disposto a realizar passeios e explorar o lugar, o hotel acaba sendo apenas um espaço para tomar banho e dormir. Corte o supérfluo e veja a diferença na conta.

3. Consulte opções nas cidades vizinhas

Uma cidade turística certamente irá tirar proveito da fama para justificar altas tarifas em hotéis e passeios. Muitas vezes, você pode encontrar cidades vizinhas, a poucos quilômetros do local de destino com boa infra-estrutura e preços mais convidativos. Se não for o caso, busque as opções mais afastadas dos centros e atrações turísticas. Não só o tipo de acomodação mas a localização também influi no preço e assim torna-se mais fácil encontrar hotéis baratos.

4. Saiba o que varia nos preços dos quartos

Às vezes, um simples detalhe pode encarecer o valor da diária. Janelas com vista para o mar ou para os fundos do hotel. Suíte no primeiro andar, sujeito a mais barulho ou em andares superiores. Banheira ou somente chuveiro. Ao efetuar sua reserva, considere se realmente faz questão desses diferenciais e calcule o quanto vai aumentar a sua conta. Outro ponto importante: se for viajar com crianças, saiba qual o limite de idade para o hotel considerar livre de tarifas.

5. Reservas de última hora

Para quem gosta de ter a viagem planejada com antecedência, pode soar estranho. É que muitos hotéis fazem promoções de última hora para garantir a ocupação mínima necessária para cobrir seus custos operacionais durante a baixa estação. Isso significa preços bem menores mas com direito aos mesmos serviços inclusos na tarifa normal. Ao programar sua viagem, escolha três ou quatro hotéis próximos e arrisque fazer a reserva no balcão, no momento da chegada. Claro que esse risco não é recomendado em período de férias ou feriados prolongados. Mas é uma boa forma de conseguir hotéis baratos e assim economizar na hospedagem.

6. Outras opções

Dependendo da estrutura hoteleira do seu destino, você irá encontrar opções para todos os bolsos. Se o hotel é uma escolha inviável, busque as pousadas do local. Em geral, a diferença de hotel para pousada é que a segunda tem infra-estrutura mais enxuta. É provável que em uma pousada você não encontre quadras poliesportivas, sauna ou salão de ginástica, por exemplo. Esses detalhes também fazem diferença nos valores das diárias. Você poderá encontrar pousadas com quartos confortáveis e boa comida por preços bem acessíveis. Não se esqueça também dos albergues. Essa é, sem dúvida, a opção mais barata para se hospedar. Os albergues são voltados a oferecer um bom local para se dormir, às vezes com refeição, ou com espaço para você mesmo preparar seu lanche ou café. A grande maioria não oferece comodidades como banheiro privativo ou TV no quarto. Mas, se seu objetivo é mesmo aproveitar o passeio e conhecer lugares novos, é uma alternativa a se considerar.