Artigo

Title

20 dicas para poupar dinheiro na cozinha

Imagem Teaser

Poupar dinheiro na cozinha

Body

A alimentação representa uma das maiores fatias do orçamento mensal de qualquer pessoa e, embora não seja possível deixar de comer, é possível e bastante fácil começar a poupar dinheiro na cozinha.

  1. Poupar na cozinha começa por aprender a poupar nas compras de supermercado: desde ir com uma lista previamente feita, fazer as compras de barriga cheia, sem crianças e aproveitando os cupões e promoções, são muitos os truques que o podem aliar na hora de abastecer o frigorífico e a despensa.
  2. Não vá ao supermercado durante uma semana e cozinhe exclusivamente com aquilo que tiver na cozinha – para além de poupar dinheiro, irá esvaziar o seu stock de alimentos, descobrindo produtos que talvez já nem se lembrava que tinha.
  3. Poupe muito dinheiro em fruta e legumes, bastando para isso comprar este tipo de alimentos exclusivamente dentro da sua época própria – para além de poupar dinheiro, a fruta e os legumes são mais saborosos quando são sazonais.
  4. Cozinhe apenas o que vai comer, para não desperdiçar – isto passa por ter um congelador organizado com as porções certas para a família em questão.
  5. Por outro lado, se cozinhar em grandes quantidades e depois congelar para várias refeições vai poupar energia.
  6. Aproveite toda a comida que sobra: para almoçar no dia seguinte ou para juntar tudo num tacho e fazer uma omeleta ou uma massa. Use a sua imaginação e crie novas e saborosas receitas para os restos de comida.
  7. Poupar na cozinha também passa pela forma como se cozinha. Aprenda a poupar gás: cozinhe com os testos nas panelas e numa boca do fogão adequada ao tamanho do tacho; use a panela de pressão; não encha as panelas com demasiada água; depois da fervura, reduza a chama do fogão; ligue a boca do fogão apenas quando a panela estiver pronta para cozinhar e desligue-a 10 minutos antes do tempo previsto para finalizar a cozedura sem desperdício.
  8. Evite comprar bolos e sobremesas já prontas, opte antes por confecioná-las você mesmo. O resultado? Um doce caseiro por metade do dinheiro!
  9. Para poupar nas despesas com carne e peixe, faça uma refeição vegetariana uma ou duas vezes por semana.
  10. Tenha sempre uma panela de sopa feita – para além de ser um alimento económico, saudável e saciante, basta congelar em tupperwares individuais para ter sempre à mão.
  11. Sempre que tiver de aquecer alimentos, opte pelo micro-ondas em vez do forno ou do fogão.
  12. Confecione o seu próprio pão.
  13. Escolha receitas que tenham os mesmos ingredientes em comum, ou seja, se comprou um naco de queijo parmesão para fazer uma lasanha, procure alternativas para o acabar de gastar: numa salada ou omeleta por exemplo.
  14. Sempre que possível, adquira os seus alimentos diretamente dos produtores.
  15. Deixe os alimentos descongelar naturalmente em vez de os colocar no micro-ondas ou debaixo de água quente a correr.
  16. É possível congelar praticamente qualquer alimento, por isso, se tiver alguma coisa em excesso ou passível de se estragar, lave, arranje e congele. O mesmo se aplica a enlatados – se tiver uma lata de cogumelos próxima da data de validade, cozinhe-os, preparando um molho, por exemplo, e depois congele.
  17. Uma boa sanduíche – com queijo, fiambre, ovo, tomate e alface – é uma receita rápida e económica. Junte-lhe uma sopa e uma fruta e terá uma refeição completa low-cost.
  18. Gastar menos eletricidade na cozinha passa por manter o frigorífico e o congelador cheios e limpos. Para além disso, evite manter as suas portas abertas durante muito tempo enquanto retira ou coloca alimentos nos mesmos. Uma dica económica é juntar tudo o que tiver para guardar ou retirar do frigorífico e fazê-lo de uma só vez.
  19. Utilize menos carne ou peixe, optando por uma maior quantidade de ingredientes mais económicos como legumes dentro da época, arroz ou massa.
  20. Pesquise receitas económicas na Internet ou em livros de culinária – existem muitas opções para se poder comer bem, mesmo a baixo custo.