Artigo

Title

12 coisas que pode comprar usado para poupar dinheiro

Imagem Teaser

Body

Já alguma vez refletiu sobre o sucesso de uma das grandes tradições americanas – as célebres "garage sales"? Estas "vendas de garagem" são realizadas em frente a casa com tudo aquilo que o vendedor tinha guardado na garagem (e/ou sótão) e já não precisa, nem quer, por isso, vende a preço de liquidação. Os americanos também têm uma expressão que simboliza a essência do comprar em segunda mão: "one man's trash is another man's treasure". O "lixo" de um pode muito bem ser o "tesouro" de outro, especialmente quando esse tesouro apresenta um preço atrativo. Existem dezenas de artigos que adquiridos em segunda mão são tão bons como se fossem novos – atreve-se?

  1. Casa: uma das mais óbvias, adquirir uma casa usada é substancialmente mais barato do que comprar uma casa acabada de construir, mesmo se esta exigir algum trabalho de remodelação.
  2. Automóvel: igualmente óbvio, poupa-se bastante dinheiro ao optar por um carro em segundo mão simplesmente porque um carro novo desvaloriza 3% a 5% a partir do momento em que sai do stand e continua a desvalorizar nos anos seguintes. E quem diz carros, diz outros meios de transporte – barcos, motas, scooters, moto quatro...
  3. Equipamento desportivo: a qualidade é a grande exigência aqui mas, se estiver assegurada, pode aproveitar para adquirir tacos de golfe e de basebol, raquetes de ténis, skates, equipamento de ski ou bicicletas – até porque quem vende este tipo de artigo em segunda mão é porque já passou para modelos mais recentes ou desistiu da sua prática, deixando o equipamento novo ou semi-novo.
  4. Vestuário: os adeptos da roupa vintage não querem outra coisa, ficando rendidos aos tesouros que podem descobrir, para depois vestir. Porém, não tem de perder tempo a vasculhar lojas ou feiras de segunda mão, basta aceder à Internet onde as compras impulsivas já levaram muita gente a vender vestuário de marca porque uma vez recebido não gostou, não podia devolver ou vestiu meia dúzia de vezes. O azar de alguém pode ser a nossa sorte… e se lhe faz impressão vestir algo que já pertenceu a outra pessoa, pense na camisola que está sempre a emprestar à sua melhor amiga, só para a lavar e vesti-la novamente sem pensar duas vezes.
  5. Artigos para bebés/crianças: se há alguém que está constantemente a precisar de coisas "novas" são os bebés e as crianças: quase não chegam a vestir certas roupas ou a utilizar em pleno o carrinho, a cadeirinha, o muda fraldas e muitas outras coisas, por isso, ao comprar em segunda mão este género de artigos (que também inclui roupa) estará certamente a adquirir, em muitos casos, artigos novos e semi-novos… aliás este é um negócio que floresce com cada dia que passa.
  6. Livros/CDs/DVDs: investir em cultura e momentos de lazer é sempre um prazer, mais ainda quando se pode poupar dinheiro em livros, CDs e DVDs, sem diminuir a qualidade da experiência.
  7. Software/jogos de computador e consola: dificilmente se estragam, simplesmente deixam de ser moda ou já não representam qualquer utilidade ou desafio para o seu proprietário. No que toca à venda de usados, estes são artigos que vale a pena aproveitar!
  8. Equipamento eletrónico/eletrodomésticos: neste campo, nem todo o tipo de equipamento ou eletrodoméstico é uma boa compra de segunda mão mas, se o proprietário for de confiança e o artigo estiver em boas condições (muitas vezes estes produtos são vendidos porque o proprietário não chegou a dar-lhe grande uso ou então optou entretanto por um modelo mais moderno), porque não?  
  9. Mobília: em termos de usados, esta é uma excelente compra porque não só é económica e prática, como pode torná-la sua com uma nova pintura, acessórios ou têxteis.
  10. Ferramentas: são caras, resistentes e não têm um uso diário, por isso, se necessita de comprar um bom Black & Decker ou outra ferramenta qualquer, deve considerar a opção segunda mão.
  11. Joalharia: desde que em perfeitas condições, a joalharia é uma ótima compra de segunda mão. Para além disso, as joias de elevada qualidade nunca perdem valor, antes pelo contrário.
  12. Arte: só precisa de determinado número de quadros para preencher as paredes, por isso, porque não investir em pintura ou fotografia de segunda mão? Adicionalmente, e tal como a joalharia, se estivermos a falar de arte reconhecida, valoriza com o passar dos anos, tornando-o num investimento que pode até gerar lucros se um dia decidir vender.