Artigo

Title

10 dicas para poupar dinheiro na compra de um carro

Imagem Teaser

Carros para vender

Body

Comprar carro e poupar dinheiro não costumam ser sinónimos. No entanto é possível, desde que sejam atendidos alguns critérios, economizar dinheiro na compra de um automóvel. A seguir vamos conhecer algumas dicas úteis para adquirir viatura e simultaneamente conseguir poupar dinheiro.

1. Saiba qual o género de viatura que mais lhe convém

Antes de mais você vai precisar de saber exatamente qual é o género de viatura que mais lhe convém.
Atenção que a viatura que mais nos convém nem sempre é aquela que podemos realmente comprar. É preciso fazer uma escolha acertada e sensata que coloque em equilíbrio todos os fatores envolvidos na equação.

  • Ou seja, você precisa de um carro de trabalho, de passeio, todo-o-terreno, pequeno, grande, ou de uma carrinha tipo familiar?
  • E pode pagar o carro de que precisa, ou será melhor repensar mediante a sua realidade financeira?
  • Talvez um carro de trabalho possa incluir a utilidade recreativa, ou quem sabe se uma viatura familiar não poderá ser indicada para ambas as funções?

Estes são entre muitos outros os fatores a ponderar antes de comprar carro, e que podem ajudar a poupar bastante dinheiro.

2. Faça bem as contas e veja quanto pode pagar pelo carro

A situação financeira de cada pessoa é um elemento decisivo na altura de comprar carro.
Os automóveis são artigos caros e que envolvem um dispêndio financeiro significativo. Convém fazer bem os cálculos de quanto se pode sensatamente gastar na compra do carro, sem que com isso se comprometa a sobrevivência económica da família.

  • Você poderá poupar algum dinheiro a médio e longo prazo se investir num carro ligeiramente melhor que não necessite à partida de reparações dispendiosas, e que tenha uma esperança de vida maior.
  • Ou você poderá poupar dinheiro a curto prazo procurando um carro cujo preço seja mais apelativo e que satisfaça ainda assim as condições que você pretende.

Veja bem qual das duas situações lhe convém mais e aja de acordo com os seus interesses.

3. Estude bem o mercado

Depois de se ter decidido pelo género de viatura que mais lhe convém, e depois de ter chegado a uma conclusão de quanto vai poder gastar na compra dessa viatura resta-lhe fazer um estudo de mercado. Não se precipite. Existem inúmeros stands de venda de automóveis e você não precisa de se comprometer com o primeiro que lhe apareça.
Investigue, pergunte, vá pessoalmente, telefone, pesquise na Internet. Leia sobre preços e condições, compare, questione, esclareça todas as suas dúvidas. Não é todos os dias que se compra carro e é importante que o negócio seja o mais rentável possível para si.

4. Negocie com o vendedor

Não feche o negócio logo à primeira conversa, nem aceite como definitivo o preço que lhe pedirem inicialmente pelo carro que pretende comprar. Você ficaria espantado se soubesse o quanto um preço pode descer depois de uma boa conversação.
Alguns preços marcados estão já acima da média para que exista depois margem para serem negociados. Você não tem nada a perder com isso, e poderá até poupar bom dinheiro se for um hábil negociador.

5. Não se mostre muito interessado no carro

Ainda que você se tenha apaixonado à primeira vista pelo automóvel, e esteja mais do que certo que é aquele o carro que quer comprar, não o deixe transparecer ao vendedor.
Ficará muito mais difícil negociar preços e condições se o vendedor se aperceber que você quer realmente aquele carro em particular. Expresse o seu interesse para que o vendedor sinta vontade em se empenhar no negócio, mas não se mostre entusiasmado em demasia.
Comprar carro é como efetuar um bailado do qual à partida ambos os intervenientes conhecem as regras.
Deixe correr a conversa, faça sentir que se não for aquele será outro carro qualquer a ser escolhido, não hesite em admitir a hipótese de não ter gostado deste ou daquele pormenor da viatura e verá como consegue economizar algum dinheiro.

6. Informe-se sobre promoções e ofertas

Hoje em dia existem bastantes stands de venda de automóveis que disponibilizam promoções e ofertas aos seus clientes. Informe-se sobre possíveis vantagens para pagamentos de maiores quantias iniciais, ou até sobre descontos para quem preferir o pronto pagamento.

Pergunte sobre ofertas de serviços ou acessórios que possam estar em vigor, pesquise sobre outros stands para conferir se em todos existem as mesmas regalias.

Não sinta vergonha por desejar poupar dinheiro, nem receie que o vendedor se aperceba das suas possíveis dificuldades financeiras. Você está ali como cliente e como tal tem o direito de defender os seus interesses.

7. Carro novo ou carro usado?

Comprar carro novo é sem dúvida mais dispendioso, mas oferece maiores garantias de durabilidade e de qualidade. Se optar por um carro usado em bom estado e com todas as garantias de funcionamento pode estar a utilizar uma boa estratégia para economizar dinheiro.

Se você não possuir grande liquidez monetária e não estiver disposto a contrair dívidas e créditos demorados, então a compra de carro usado pode ser uma boa alternativa para si.

8. Comprar num stand ou a um particular?

A dúvida sobre se será mais vantajoso comprar carro num stand, ou diretamente a um particular é muito comum entre quem pensa adquirir viatura.

O stand oferece maiores garantias de satisfação e de assistência em caso de necessidade. A maioria dos stands apenas coloca para venda viaturas previamente testadas e aprovadas. No entanto os preços são mais elevados do que quando se compra carro a um particular.

O risco envolvido faz com que a maioria das pessoas prefira os stands, optando pelas compras a particulares apenas em caso de conhecer bem a pessoa em questão e depositar confiança nela. No entanto a compra a particulares, desde que tomadas todas as possíveis precauções pode ser uma forma efetiva de poupar algum dinheiro na compra do carro.

9. A pronto pagamento ou a prestações?

Uma forma de poupar dinheiro na compra de um carro costuma ser efetuar o negócio a pronto pagamento. Pagando a totalidade do custo do carro não só se fica habilitado a usufruir de promoções vantajosas, como também se evita o problema de ter de pagar juros sob empréstimos contraídos. No entanto pagar a pronto implica ficar sem uma significativa quantia de dinheiro de uma só vez.

É preciso que cada pessoa decida por si tendo em atenção as suas necessidades específicas. Recorrer ao crédito pode não ser tão negativo como se pensa. Por um lado não existe obrigatoriedade de libertar muito dinheiro de uma só vez, e também pode ajustar-se a mensalidade de acordo com as outras obrigações financeiras a cumprir.

Poupar dinheiro para fazer uma grande compra por exemplo não é algo que possa ser visto apenas a curto prazo, também é importante que a médio e a longo prazo a compra do carro continue a revelar-se como tendo sido um bom negócio.

10. Peça opinião a alguém fiável e que perceba de automóveis

Muitas vezes ficamos com dúvidas quanto a determinada viatura mas não temos o à-vontade necessário para as satisfazer junto dos vendedores, ou antes pelo contrário nem nos apercebemos de possíveis problemas que o carro possa apresentar.

Pedir opinião a alguém em quem se confie e que perceba realmente de automóveis é uma boa forma de economizar algum dinheiro quando se compra carro.

Se lhe for possível, faça-se acompanhar por um amigo entendido em automóveis quando se dirigir ao stand onde pensa comprar o seu carro. Peça ao seu acompanhante para conduzir o automóvel, inspecionar o estado do motor ouvindo o ralenti, analise pneus e jantes, confirme o estado dos componentes elétricos do carro. Testem em conjunto os travões, acelerador e outras partes vitais do automóvel. Desconfie imediatamente se o vendedor levantar obstáculos à presença do seu acompanhante. Quem não deve, não teme, diz o povo e com razão.

Tomando algumas precauções é possível economizar dinheiro na compra de um carro. Não ceder a impulsos de momento, nem se deixar manipular pela habilidade comercial dos vendedores são boas dicas para quem compra viatura e pretende poupar algum dinheiro. Contudo poupar dinheiro não equivale a dizer que se conseguiu um bom carro. Só o tempo poderá atestar a qualidade da viatura, mas naquilo que está na mão do comprador conseguir, que é negociar um peço justo, há que fazer um esforço para que corra bem.